h1

Mensalão tucano. Façam suas apostas!

novembro 14, 2012

A suprema corte brasileira chegou ao panteão erguido pelos barões da mídia.

A condenação “exemplar” do chamado núcleo político da Ação Penal 470 livra definitivamente o Brasil dessa nódoa chamada impunidade que tanto nos envergonha diante dos países desenvolvidos.

É assim mesmo?

Ainda é cedo amor…

O mundo é um moinho, diz a poesia de Cartola.

E a compra de votos para aprovar no Congresso a emenda que permitiu a reeleição de Fernando Henrique Cardoso?

E o escândalo dos sanguessugas?

E as descobertas da CPI do Banestado?

E o escândalo do SIVAM?

E o caso Marka/FonteCondam?

E o duplo habeas corpus concedido por Gilmar Mendes a Daniel Dantas?

E a privataria tucana, este sim o mais audacioso e descarado esquema de corrupção que se teve conhecimento no Brasil, relatado em detalhes e com farta comprovação material apresentada em livro vendido nas livrarias e bancas de revista?

E o mensalão tucano?

– Calma aí, agora é que as coisas começaram a mudar! É o que dizem os cínicos.

Em algum momento a mudança tinha que começar, não é mesmo?

E começou a mudar justamente com o julgamento do mensalão do PT, ainda que houvesse um esquema mais antigo e que, pela lógica, devesse ser julgado antes.

O STF chegou ao panteão. Alguns de seus ministros tornaram-se celebridades, estrelas globais aplaudidas efusivamente nas ruas, praças, restaurantes.

O próximo passo, para fazer jus a esse novo tempo de combate implacável aos corruptos será o julgamento do mensalão tucano. Certo?

Eu não sou dono de emissora de televisão, revista semanal ou jornal, mas me atrevo a propor o seguinte calendário ao STF: que tal começar o julgamento do mensalão tucano no dia 02 de agosto de 2014, pouco depois da Copa do Mundo e no momento em que começa a aquecer a disputa eleitoral para presidente, governadores, senadores, deputados federais e estaduais?

Assim, o STF estaria dispensando tratamento isonômico a casos análogos, vez que o mensalão do PT começou a ser julgado no início de agosto de 2012. Afinal, a justiça não é cega?

Em 2014 assistiremos a fartas matérias no Jornal Nacional cobrando celeridade do relator revisor do mensalão tucano.

Em 2014 seremos brindados com aparições diuturnas do presidente do STF falando sobre o calendário do julgamento e com reportagens sobre a folha corrida dos envolvidos, acompanhadas de gráficos e tabelas apresentados com os mais modernos recursos de computação gráfica para impressionar os telespectadores.

Os supremos ministros, alguns dias antes da realização do 1º turno das eleições presidenciais, anteciparão o julgamento do chamado núcleo político do mensalão tucano, de modo a permitir que os primeiros votos pela condenação de Eduardo Azeredo sejam estampados nas primeiras páginas dos jornais na sexta-feira que antecede ao 1º turno.

O Procurador Geral da República, em comovente demonstração de civismo, expressará o desejo de que o julgamento do mensalão tucano influencie na decisão do eleitor brasileiro.

Toda a estrutura de cobertura jornalística da Copa do Mundo será mantida pela Rede Globo para assegurar uma ampla cobertura do julgamento do mensalão tucano, com direito a reportagens especiais, flashes ao vivo do plenário, acompanhamento aéreo da chegada dos ministros em seus carros oficiais, debates entre cientistas políticos, jornalistas e colunistas sobre os prognósticos do julgamento e a tendência de cada ministro e, para coroar a cobertura, reportagem de 18 minutos de duração no Jornal Nacional.

Em 2014, enfim, o julgamento do mensalão tucano com toda pompa e circunstância dignas de um acontecimento que vai mudar a história do Brasil.

Alguém aí acredita que será assim?

Alguém aí acredita ao menos que o mensalão tucano será julgado?

E, caso aconteça, alguém aí acredita que o STF utilizará, no mensalão tucano, o mesmo dosímetro que utilizou no mensalão do PT?

Façam suas apostas!

Anúncios

2 comentários

  1. Caro Charles,

    Antes de mais nada, parabéns pelo blog. Tenho acompanhado suas postagens semanalmente e é notória a sua visão política, que muitas vezes falta elementarmente a muitos blogueiros paraenses.

    Sempre que o brasileiro vibra com a condenação de um dos réus do núcleo político do Mensalão – e vibra porque isso não significa apenas a punição destes, mas uma mudança, como você mesmo disse, de perspectiva -, as vozes do PT recorrem ao argumento de que o Mensalão Tucano foi operado quase que idênticamente e não recebeu o mesmo tratamento da grande mídia nem do STF ou da PGR.

    Isso é verdade, mas há de ser feita uma importante distinção que parece escapar aos discursos destes que se revoltam com os passos dados em direção à mudança que hoje estamos vendo.

    O mensalão tucano, por mais grave que seja, não teve palco a nível nacional; não comprometeu toda a democracia representativa Brasileira; não corrompeu aqueles que o povo elegeu para representá-lo.

    Muito me causa espécie esse, que na minha opinião é absurdo, posicionamento do PT de defesa alegando que, se um não foi julgado, o outro também não deveria ser.

    Quer dizer então que o PT só deve ser condenado depois que todos os outros também forem? Todos eles têm que ser julgados sim, e com o mesmo rigor, mas cada caso é independente e não há preliminaridade para julgamento. Aquele processo que estiver processado, instruído, pronto para julgamento, deve ir à pauta e receber os votos dos ministros.

    Cabe agora ao PT criar vergonha na cara, assumir os erros, parar com essa frustrada e frustrante tentativa de defesa do indefensável e buscar pressionar as instituições para que os demais julgamentos sejam igualmente apreciados pelo escrutínio popular.

    Chega de argumentos embaraçosos.


  2. Camarada, gostei muito da sua materia, alias ja era de se esperar, cara apostas eu não vou fazer não, por muitos motivos obvios por sinal, tenho dúvidas se vai haver a mesma serenidade imposta ao PT, o quarto poder no Brasil, a mídia mercantilista, vai deixar que ocorra e (se ocorrer) a mesma transparencia e enfase ao julgamento do mensalão Tucano? o STF deverar sim usar dos mesmos modos operandis, afinal, eles são nossos “Representante legais” ou não? e já com um Presidente “peitudo” e novo na cadeira, acho que seja até uma questão de honra e credibilidade pra o Supremo Tribunal Federal, até pelas recentes declarações da desenbargadora Eliana Calmom, lembra? pois é. alguem tem que botar ordem na casa, o povo não aguenta mais tanta barbárie contra ele, vou tá na torcida para que as coisa se desenrolem tal previsto, mas que vai feder ah isso vai, no mais, cadeias pra estes semvergonha e sangue sugas do povo Brasileiro, um forte Abraço meu Amigo e Camarada Charles.



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: