h1

Zenaldo e Dudu, o jogo

outubro 21, 2012
O prefeito Duciomar Costa está sendo “convencido” pelo PSDB a pedir direito de resposta à justiça eleitoral para desmentir, no horário de propaganda de Edmilson, que esteja apoiando a candidatura de Zenaldo.
Sendo exitoso o “convencimento” tucano e, sendo acolhido o pedido na justiça eleitoral, Dudu entra em campo – melhor, em cena – para ajudar Zenaldo.
Os estrategistas tucanos supõem que a aparição do Dudu, nessas circunstâncias, ajudaria Zenaldo.
Afinal, desmentir Edmilson, seria uma boa causa para justificar o aparecimento de Duciomar.
Mas o que ganharia Duciomar ajudando aqueles que agora o renegam durante o dia, mas que continuam a contar com os seus préstimos na calada da noite?
Dudu não dá ponto sem nó.
Em jogo, 2014.
Ironias do jogo político.
No primeiro lance, Dudu libera os “seus” vereadores para apoiarem Zenaldo, mas fica na moita, cuja rejeição gira em torno de 60%.
Lançada a luz sobre a trama, periga naufragar a estratégia de descolar Zenaldo de Dudu.
Eis que se impõe um segundo e arriscado lance: fazer o Dudu aparecer para dizer, com aquela cara imperturbável que lhe caracteriza, que não está apoiando Zenaldo e que Edmilson está mentindo.
E se tem uma coisa que todo mundo acredita em Belém, é na sinceridade do Dudu.
Anúncios

3 comentários

  1. Será que ele quer o emprego de volta ou será uma receita de remédio?
    As alianças obscuras de Zenaldo apenas refletem o submundo da política rasteira daqueles que escondem do povo a sua verdadeira face. Por outro lado, as alianças de Zenaldo que vieram a público, sob alegação de adesões “programáticas”, é uma afronta à inteligência e beiram ao ridículo . O camaleônico presidente do PV, Zé Carlos Lima, retrata bem esta situação. Após perder seis eleições consecutivas (Dep. Fed. pelo PT, Prefeito de Bragança pelo PT, Dep. Est. pelo PDT, Dep. Fed. pelo PV e duas vezes vereador pelo PV), em um ato desesperador, procurou o candidato tucano, mas não foi recebido. Apressadamente, fez o PV aprovar o apoio a Zenaldo e divulgou na imprensa como uma isca tentando atrair a presa. Ofereceu o apoio do PV sem ser convidado. Com artimanhas de fazer inveja à Carminha de “Avenida Brasil”, Zé Carlos Oportunista foi até a Avenida Nazaré atrás do Governador Jatene, no comitê de Jody, onde seria oficializado o apoio do PPS à Zenaldo. Oportunista como ele só, Zé Carlos chegou cronometradamente poucos minutos antes do governador e, como um verdadeiro Leão de Chácara, se postou na porta do comitê de forma a não dar chance de qualquer esquiva do mandatário máximo do Estado. Entretanto, a primeira investida de Zé Carlos Oportunista não teve grande sucesso. Ao chegar, como um bom político, o Governador estendeu a mão e, feito uma metralhadora giratória, cumprimentou a todos que o cercavam, quando repentinamente se deparou com a mão estendida do Zé Oportunista Carlos com seu inseparável sorriso sem graça e amarelo. Percebendo a cilada em que caíra, Jatene tentou puxar a mão, mas já era tarde, pois o Zé já havia segurado os cinco dedos do governador tentando reviver os velhos tempos palacianos. Agindo por extinto, como uma velha raposa que é, o Governador puxou a mão e rapidamente virou às costas para evitar maiores constrangimentos. Mas, o bom oportunista nunca se dá por vencido, ao perceber que não iria ser chamado à mesa das autoridades, Zé Carlos exigiu de uma assessora de Jordy para que fosse chamado à mesa, mesmo que não fosse fazer qualquer discurso. Em maeio a falação de Jordy e Jatene, Zé Carlos ganhou destaque como um grande animador de torcida liderando os aplausos a cada frase dos falantes, inclusive, causando ciumeira em assessores e estranhos olhares em quem discursava. Porém, Zé Carlos não poderia entrar mudo e sair calado. Na saída, dentre as pessoas que se acotovelavam para se aproximar do Governador, lá estava Zé Carlos parecendo uma fã enlouquecida confundindo Jatene com Nilson Chaves. Quando finalmente se deparou com Jatene, Zé Carlos, meio trêmulo, lhe entregou um bilhete dizendo “Governador gostaria que lesse este bilhete”. Atônito, Jatene balançou a cabeça positivamente, pois nada tinha a fazer. Todos então passaram a se perguntar: O que será que está escrito na quele bilhete? Será que Zé Oportunista Carlos quer o seu emprego de volta de Chefe da Casa Civil? ou será um pedido de uma simples receita de remédio?.


  2. O duciomar tá mais preocupado com o seu lucrativo laranjal.


  3. Se a justiça eleitoral do Pará conceder esse direito de resposta,será vergonhoso para a democracia,ou seja,só pode falar mal se for do vermelho,do amarelo nem pensar.
    Olha o julgamento do “mensalão” aí ,onde tivemos réus condenados sem nenhuma prova



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: